sábado, 11 de julho de 2009

QUAL DOR?


Eu sei que sou desafinado.Mas o que é o organdi? A seda pura?

Mas tambem que este céu de inverno lembra música, não é? Estavas divina naquele vestido longo negro e quase transparente .Seda pura?

Boa a música, tão boa quanto este céu. São duas coisas que aliviam o peito da gente, tão carregado. Não deixo você deixo falar loirinha? Está bem, então fala. É você a primeira pessoa que encontro para dizer alguma coisa. Já falei demais mesmo. estou com a boca seca de tanto falar.Evocê em seu vestido negro andando com facilidades por entre as pessoas , sabendo que as a admiram, a desejam.

Mas fala loirinha fala....

Belas palavras , hein loirinha? Os umbrais da liberdade! Mas que liberdade? Estou em você , sinto dor , sou médico e sei que minha dor não tem cura. Sem nenhum limite eu choro!...

E você dança....

13 comentários:

  1. Pra mim um mistério. Talvez eu não entenda muito da alma masculina. :P Beijo carinhoso sempre.

    ResponderExcluir
  2. Sem nenhum limite eu choro!... não é o remédio para se curar a dor mas que alivia ... ha! isto alivia ... pra frente amigo ... toque a vida ...

    bjão

    ;-)

    ResponderExcluir
  3. A sombra só existe quando existe alguma luz.
    Postagem espetacular! ;D

    Força aí, querido.
    beijos ;*

    ResponderExcluir
  4. Já paraste pra pensar/que o amor que tens pra dar/é maior que teu sofrer/ou do que o que tens a sonhar?
    Este que queres de volta/ às vezes te bate à porta/ou diante de ti está/quanto ao teu enfermo consegues curar.
    O que procuras então/talvez seja até paixão/ou teu orgulho ferido/por sentires preterido.
    Meu doce e virtual amigo/ sei que não concordas comigo/ mas...pode ser FELICIDADE/ o que a ti, parece CASTIGO.
    Beijo grande - Bom falar com você.

    ResponderExcluir
  5. Doctor in making of bad. I can order the mere one to you?
    It came back to enfernizar me?

    ResponderExcluir
  6. Eu aprendi duramente que qdo doi! Vc muda de roupa, vc pinta um sorriso e cai no samba! A vida passa tão rápida, quando viu!! Já foi! Então, se temos que fingir alguma coisa, finja alegria e amor, por fim, acabamos acreditando nessa mentira e a dor, ela perde o sentido qdo ignorada!!!
    Bjusssss

    Obrigada pelo comentário

    ResponderExcluir
  7. O importante é que tudo passa, adoreiii seu blog , obrigada por ter a oportunidade de ter vc comentando no meu..adoreiii
    Que seu coração esteja repleto de AMOR e mta PAZ é o que te desejo
    bjoO* natiii

    ResponderExcluir
  8. Oiiii, vc sumiu do meu blog.
    Apareça- bom ter comentarios seus.

    ResponderExcluir
  9. Olavo, quando um chora e o outro dança o melhor é que o que chora limpe as lágrimas e parta à procura de alguém que lhe limpe as lágrimas e o faça dançar, com todo o amor.
    Quanto ao seu comentário sobre as reticências, como responder ao vento? Com reticências também?
    Reticências para cá e reticências para lá?
    Bem basta as da vida, Olavo.

    ResponderExcluir
  10. gostei e nao acho que seja desafinado.

    organdi é organdi...seda é seda...

    beij

    ResponderExcluir
  11. O que importa é não ter a alma desafinada e creio que não seja seu caso...
    Quanto á dor de amor e saudade ela passa, o tempo cura e leva tudo deixando lembranças e as boas são as que devemos cultivar.
    A felicidade é tão teimosa quanto a saudade e ela com certeza irá inundar seus dias como a chuva cai insistentemente por esses dias.
    Bj
    Glaucia

    ResponderExcluir